Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

Lembranças no varal • Radyr Gonçalves



Minhas lembranças estendidas no varal do tempo
Tenho em mim a memória fotográfica de Tesla
Mas dói...
Pois remoo cenas que ainda fazem sangrar
Desaprendo a andar cada vez que entoo o mesmo mantra

Minha verve quase santa
Minha intuição quântica
Meu salto pra trás

A cor vermelha – o tom lilás
A mesa, o jogo, a carta, o ás
A falta de paz dentro da rima
A linda, a lenda, as pernas da prima
A nostalgia incolor – o verso indolor
E a ferida aberta...

A grande descoberta se amiúda
Diante de tanto passado
Alado
Pensamentos que voam feito andorinhas loucas
Homens de preto
Mulheres sem roupas

E minhas lembranças embaraçadas ainda galopam nos lombos destes corcéis...
Escarcéus de anjos comendo alfenins
Enquanto o mel da lembrança lambe a minha língua
E corta feito uma navalha...

Deus me valha!

Radyr Gonçalves
Copyright 2017
Todos os direitos reservados
  

Comentários