Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

A deusa das pedreiras - Radyr Gonçalves


Uma corça corre floresta adentro
Vagueia entre as tipuanas e os jequitibás

Loira corça dos meus tantos sonhos
Cantiga antiga de maio
Que se repete pelos ecos das eternidades

Fora da zona do meu destino – segue
Deusa de todas as raízes
Barca, âncora, farol, luz do litoral

Ainda ouço o uivo dos ventos
E a silhueta apressada dos anjos

As promessas que bailam soltas
Como folhas secas de outono
Indo-se

Distante dos meus meridianos – cavalga o fogo
Vela, vulcão, aurora boreal
Ave de arribação
Revoada...

(Corça amada)...

Dona da ilha, senhora da praia, rainha do mar
Deusa das pedreiras
Laiá, laiá, laiá...
Poesia para pescador cantar.

-
Radyr Gonçalves
© 2007




Comentários