Lembranças no varal • Radyr Gonçalves

Miudezas Grandiosas - Radyr Gonçalves


Eu não caibo na imensidão dessas miudezas
Eu não caberia em um poema marítimo de Jarbas Siebiger
Nem em um slogan famoso de uma propaganda da Bayer

Sou pequeno demais, meu rapaz
Tamanho da paz das formigas

Um miúdo estranho
Polegar
Como um pequeno poema de Leminski

Um grão
Semeado num minúsculo pedaço de chão
Menor que o B612

Eu me perco dentro do universo de uma caixinha de música
Eu me apaixonei por uma bailarina Ana
Paraibana
Que beijava a lua Borborema
E que foi insígnia, dilema
Emblema de muitos e muitos versos
Que não cabem em mim
De tão grandes são...

(Meu coração!).

-
Radyr Gonçalves
Copyright 2017
Todos os direitos reservados


Comentários