Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

Luna - Radyr Gonçalves


- 

Nua no gramado 
Alicia o vento que passa engolindo o tempo 
Vento tântrico 
Bélico  
Forma um torvelinho no ventre 

  • Entre! 

Luna divinamente nua serpenteia 
Nas teias dos raios matinais 
A língua do sol lambe suas coxas 
Sobe kundalini alma a dentro 
Goza loucamente corpo a fora 


Embora inocente 
Sente 
Que a fruta queima ao toque 
E que o inferno clama 
Na cama grama.  

-
Radyr Gonçalves
Copyright 2017
Todos os direitos reservados

Comentários