Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

Lua Rosa - Radyr Gonçalves


Lua rosa/fada
Espalhada no céu dos meus olhos

Caminhante eu sigo procurando o teu corpo nessa imensidão do mundo
(Em nem uma outra mulher encontrei tão bela constelação!)

Uma mariposa cronista conta de nós dois
Diz dos vagalumes, borboletas, violetas temporãs
Flor do Seridó, serras, campos, casebres, rãs
Dentro dos contos bem costurados da nossa história...

Lua rosa – suave perfume de mandarinas maduras
Tulipas angélicas, crenças de amor eterno
Alianças diamantadas – signos de cama
Dois animais em busca de um orgasmo etéreo

Lembre-se das praças, amor... Do canto da praia
Do sangue amoroso do deitar primeiro daquele novembro...

Chovia... E nossa agonia, amor... Era a agonia dos que amam enternecidos

E essa lua rosa/fada, querida
É só mais um sinal das coisas que se eternizam
É mais um tijolo na construção do nosso templo do para sempre
Verso amoroso de mais uma poesia.

-
Radyr Gonçalves
Copyright 2017
Todos os direitos reservados


Comentários

MARCIA disse…
a lua rosa está maravilhosa no teu site, lindoooo poemaaaaa, parabénsssssssssss