Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

O poeta, o vento, a moça, o mar - Radyr Gonçalves

Na imagem - Luziane Silva

Na concha da minha mão – habita o mar
Nos meus olhos de praia caminha a moça
Na areia lívida – sagrada –
A carícia mística que beija os pés dos anjos
Que abençoa os passos cansados dos pescadores
E ritualiza a ciranda lunar das noites de sextas-feiras

No deserto dos meus braços – um braço de rio
O culto ao oculto divino
Nas pedras pretas – fortaleza inabalável –
A força invisível que abraça as ondas
E acalma as tempestades

No silêncio das minhas contemplações
Os segredos do mar revelados – o si bemol do canto das sereias
O mistério dos faróis, a reza das gaivotas
O acerto do poeta com o corpo do vento
O encontro da moça com o destino
E o destino da moça é o mar...

-
Radyr Gonçalves