Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

A deusa negra e a Sapucaí dos meus olhos


... A silhueta de uma deusa negra na Sapucaí dos meus olhos

Quando eu olhei – três luas me rodeavam
Sete planetas azuis se prostravam diante dela
Eu era apenas a personagem pasmada
Que já nem ouvia o som do samba

Nuvens coloridas forravam o horizonte
A deusa plainava
Feito uma passista cósmica

Quando eu olhei – dois colibris tocavam seus lábios
A primavera enchia de flores fevereiro
Eu era apenas um soldadinho sentinela sentado num galho de lírio
Extasiado com a beleza da deusa negra
Que desfilava na Sapucaí dos meus olhos.

-
Radyr Gonçalves
Copyright 2017
Todos os direitos reservados