Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

Nada nos resta


Templo ilusório
De valor irrisório
De cartas
Débitos, créditos
E cartórios
Que nada validam

Tinha uma caminhonete dos anos 80
Uma camisa vermelha xadrez
Dor de dente, de cabeça
Um cachorrinho maltês

E o sopro dos dias levou

Enferrujou o ouro
Depredou o diamante
Perdi mulher, filho, amigo
Perdi a tagarela velha amante

Corpo passante
Tempo vacante
De peles, pelos
Rugas
Dores maçantes
Que vão pontilhando a vida
Até o pó


E é só. 

-
Radyr Gonçalves
Copyright 2016