Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

Eu não acredito no teu amor


Omitiu algumas falas – silêncio cor de opala
Ilusionismo perspicaz

Eu não acredito no teu amor, jamais...

Quem ama tem um paraíso nos olhos
Arribações nos lábios – pressa nas pernas
Laços nos braços – brilho de Sol

Quem ama tem uma celebração incessante
E uma insensatez na cama de rolar o mundo

Plantou em mim ogivas
Apontou-me um iceberg
Esqueceu os girassóis em outro poema

Isso não é drama, dilema
São fatos frutos do tempo amordaçado

Eu não acredito no amor encarcerado

Quem ama tem alegria na ponta dos dedos
Tem um drapejar sincronizado nas asas
Quem ama vira borboleta e sempre, sempre voa
Para os braços do ser amado...

Eu não acredito em amor minguado.
-
Radyr Gonçalves de Araújo
© 2016 Todos os direitos reservados