Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

Canção para teus olhos



Norteio-me pelos campos dos teus olhos
E perco-me no bailar destas meninas
Entretido com o céu destas retinas
Voo tão livre feito ave de rapina

As paisagens destes olhos tão faceiros
Faz-me vir, abraçar-te, tão ligeiro
E somente nestas vistas encontro vida
Não solidão, nem cicatrizes, nem feridas

E nos teus olhos, este livro do destino
Desfaço o homem então volto a ser menino
Renasço rio, refaço versos matutinos

E nos canteiros dos teus olhos deslumbrantes
Sou semideus, nos teus laços, sou amante
De pedregulho, eis a mágica: diamante.

-
Radyr Gonçalves
Natal, 03 de março de 2015