Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

Poema para Norma Jeane




-
Radyr Gonçalves


Esta é uma poesia para Norma Jeane
Aqui declaro meu amor...

Quando o último ponto destas linhas alcançar o dito fim
Direi te amo...

Tenho entre as fotografias e o teu corpo inerte na banheira
Entre a vontade de um beijo apagado
E o segredo do vento no teu vestido
Desejos embutidos

No meu céu imaginário, há muito já morri
Estamos no paraíso, amada minha
Amada que eu tenho entre a cena de um filme
E uma nuvem de orgasmos

Aperta a minha mão e sinta
Apresse seus passos, meu amor
Sorria, você fica mais bela quando sorrir

Venha, prenda-me em ti
Sou presa tua
Sou peça nua
Estou à mercê das tuas vontades

Norma Jeane, olhe pelas venezianas do céu
Meu ar atônito
Meu corpo trêmulo
Minha vontade acesa

Veja, não existe amor tão grande
Quanto este amor de homem
Que acende a vida no meu peito...

Norma Jeane, eu te amo.