Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

ENSAIO SOBRE O CHUCHU


- Radyr Gonçalves –

-

- Meu sorvete de chuchu, dizia a pirralha ao beijar-me.
Caro leitor, eis meu tratado de amor,
Amei como ninguém jamais amou (Assim com clichês)
E flores, e risos, e explosões histéricas, e versos...

Insosso, desengonçado, chato, amostrado...

Gostava de fados, de livros antigos,
O mundo girava ao redor do umbigo,
Acha-se dona do mundo e de parte do Ártico (assim dizia)...

Estou farto de recitar Vinicius e cantar Tom,
De ficar contando as formigas em fila indiana projetando o futuro,
De ficar brincando de fantasma no escuro,

Caro leitor, eis as propriedades do amor,
Não há amor sem cadeias, nem paixão sem açoites,

O amor, caro leitor, é um biscoito envenenado,
Com setas para todo lado,
Aponta para o samba, aponta para o fado,

Mas é com um jazz que morremos quando o amor nos assola,

Caro leitor, o amor é uma armadilha,
Uma ilha de encantos,
Um engodo, caríssimos...

Vejam isso, amei nas fronteiras do paraíso,
Meu sangue irisado bailava nas veias,
Eu era feliz... Um sorvete de chuchu. Mas feliz...

Mas um dia ela partiu com o sol,
E deixou-me a mercê da lua,
Ficou a angustia, uma cantilena infantilizada, e algumas lições sobre o chuchu...

Chuchu é um fruto que possui alto teor de fibras, tem pouquíssimas calorias, além de ser rico em vitaminas A, B e C... Fonte de cálcio, ferro e fósforo, e outros nutrientes.

 -
Copyright 2013
Todos os direitos reservados