Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

Em busca do buraco, da cura pra febre, da cura pra loucura, etc...



 
Radyr Gonçalves

-

Estou com febre
Estou correndo atrás da lebre
De Lewis Carroll

Não é frescura
Na realidade é loucura
E minha loucura é sólida
Concreta
Minha loucura é discreta
Mas tá escrita na testa

Estou com a lebre
Tomando analgésico pra febre
E corro, corro
Quase morro
No morro

Numa duna dourada
Pés de jabuticaba azuis
Minha nossa! É setembro!
Dia sete tem marcha
Eu preciso marchar

Sentido!
Descansar!

Tenho que descansar... Cadê a rede?
A rede de pescar, a rede mundial, a rede de dormir...
Cadê qualquer rede? Eu durmo em qualquer uma...

Todas as redes estão ocupadas...
Eu preciso do buraco... Do buraco da lebre, do tatu, do buraco
Qualquer buraco serve...

Não, não... Qualquer um não... O buraco da morte não me é útil...
Não agora...

Minha nossa!
É madrugada... Chove... Molha o telhado, a estrada...
Aqui dentro tem goteiras...
Que besteira...
Vou lá fora tomar banho de chuva...

E minha febre? Cadê a lebre?
Droga! Fugiu de novo!

Estou são, estou são...
São Benedito, São João.

 -

Copyright 2013
Todos os direitos reservados