Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

Confissões para um vaga-lume



Meio ancho
Um vagalume tímido
Se faz de anjo no céu do meu telhado

Sabe essa canção de Robert Johnson que você agora ouve, vagalume?
Fala de mim
Das notas velhas da minha alma parda

Sabe esse blue sofrido, antigo e cheio de amarras?
É meu retrato, sépia, carregado de lembranças

Sabe essa expressão de dor
Essa cor embaçada
Essas notas pesadas

Pra você, vagalume, pode ser serenata
Para mim, neste singular dia frio
É um fantasma, um arrepio
Que poesia nenhuma é capaz de expressar.


-
Radyr Gonçalves
Copyright 2013
Todos os direitos reservados