Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

Igreja Geral do Universo dos Dízimos



A religião moderna é de uma estrutura filosófica bizarra. Parece mais uma feira de negócios. Cristo virou uma espécie de guru das finanças. E a bíblia um manual para empreendedores. Não precisa ser um grande exegeta para saber que a religião moderna se transformou num gigantesco circo de entretenimento. Os caras são muito criativos. Calvino, Wesley, Agostinho ficariam pasmados diante da eloquência hipnotizante do bispo Macedo vendendo um pouco de sal untado em óleo de oliva por algumas dezenas de reais. O poder de vendas destes astros da religião é algo mais do que excepcional. Só Silas Malafaia pode convencer um cristão a comprar uma bíblia por mil pilas. Só um animador magistral como Valdomiro Santiago pode fazer um crente acreditar que no seu suor está a cura. A criatividade nesta área é de um grau tão elevado que talvez em dez encarnações Woshington Olivetto possa conseguir se igualar. Pense só no processo para colocar um nome numa igreja. A cada dia este primeiro processo do negócio fica mais difícil, visto que já tem mais de 100 mil denominações. Como batizar uma igreja? O jeito é inovar. Igreja do Cuspe Bendito de Cristo. Igreja Pentecostal anti-Globo, anti-Record, pró-SBT, Igreja da Cifra Ungida, Igreja do Milagre Santo da Moeda Bendita. E neste novo modelo de religião, o bonito é a aula de marketing. Os irmãos são na verdade, torcedores. E os pastores, são na verdade, generais nesta guerra santa. Um grande problema na abertura de uma nova igreja é traçar no projeto o modelo de milagre que deve ser único e exclusivo daquele grupo.
Por exemplo: Tem igreja que faz as mulheres emagrecerem. Outra tira celulite. Mas tem a que faz emagrecer e tira a celulite ao mesmo tempo. Tem uma que faz o irmão comprar um Audi, outra promete só um modelo popular. Uma promete o casamento dos sonhos. Outra promete trazer o amor perdido de volta. Uma vende arruda, alho, óleo, areia, água do Jordão. Outras preferem vender coisas mais abstratas como fogo santo, energia, poder, assim economiza nos gastos. Ninguém mais prega caridade. Ninguém mais prega amor. Ninguém mais prega perdão. Ninguém mais prega gratidão. Dinheiro é a doutrina central. Nada mal. Segue abaixo minha conta. Só acima de 20 reais, por favor. Enquanto isso vou pensando aqui num nome...


-
Radyr Gonçalves
Copyright 2011
Todos os direitos reservados

Comentários