Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

A busca

Estou só
Olhando pelas brechas proféticas de vovó
Pescando filosofias
Clamando por Graça, Maria, Sofia
Banhando-me na agonia
Do não saber
Do não ter luz
Caminho, trilha, via, cruz
Onde possa eu
Sarar essas chagas
Curas esses estigmas
Que se alvoroçam aqui
Nas noites das minhas aflições

Todo domingo vou rezar
Toda semana vou pecar

Minha labirintite calejou
Eu ando em círculo

Não tenho resposta pra nada
Mas tenho pergunta pra tudo

Sobre Deus, sobre o diabo
Sobre Raimundo e Edmundo

Há borra de café não me diz nada
Nem o pó das mandrágoras
Nem as cartas, nem os búzios
Nem a barba dos ungidos barrigudos

Vivo escondido como um herege
Lendo profecias que não se cumprem
Crendo em quase nada
Remoendo quase tudo

Tecendo a vida em linhas tortas
Cavando segredos, colhendo mistérios
Que não levam a lugar
Nenhum.

-
Radyr Gonçalves
Copyright 2012
Todos os direitos reservados


Conheça Natal Up

Comentários