Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

l Das verdades do amor l

Meu nobre leitor,

Esta ferida aqui retratada não cabe numa poesia.

É muita agonia!

É muita dor!

O amor, caro leitor,

Não é uma ciência exata,

Por isso maltrata,

Por isso sangra,

Por isso mata.

O amor, caro leitor,

É lindo nas fotografias,

Nas utopias dos que esperam,

Dos solitários que sempre rezam,

Por braços dados, por mãos que integram,

Mas o amor, caro leitor,

É esparrela,

Canção amarela,

Trilha que sufoca,

Poesia que se nega,

O amor, caro leitor,

Não tem cura,

Não tem bula,

E mente, e rouba, e burla,

Nossos corações inocentes.

-

Radyr Gonçalves

Copyright 2011

Todos os direitos reservados

Comentários