Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

DALILA



Bem sei que o teu seio é mortal
Mas quero morrer
Nas eiras de Gaza

Acenda-me as chamas
Me prenda em teus cárceres
Desperta-me com o mel
Mais doce que o mel do enigma
(Tua boca)

Ó grande Deus!
Eu venço exércitos e leões
Ceifo mil almas com um só grilhão
Destruo vides e olivais

Mas sucumbo ao perfume da mentira
Ao cio vicioso que me amarra os punhos
E me entrega a navalha gazita

Meu segredo, Senhor...
Pelas coxas de uma filha de Dagon
Por um coração inimigo
Pela maciez da voz
Da que dizia me amar

E me presenteou com a morte.

-
Radyr Gonçalves
Copyright 2011
Todos os direitos reservados

Comentários

JULENI ANDRADE disse…
Gosto de seus textos...


Vou estar sempre por aqui.


Abraço