Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

Diário de um neguinho




Eu não me acho entre os espelhos
Nem vejo meu rosto na multidão
Não tenho uma lua no quintal
Nem mãos que me acariciam o sono

Eu não aprendi rezar
Não sei onde Deus mora
Eu como o pão amassado do diabo
Sem o sabor do trigo
Sem margarina, sem sal

É ruim não sonhar
É como se o tempo tivesse mofado
Eu nunca vi a primavera chegando
Eu nunca vi uma rosa se abrindo

Eu não fico na janela (Eu não tenho uma janela)
Eu não empino pipas, eu não tenho um céu particular
Eu nunca senti a sopa quente vulcanizar minha língua
Nem meu estômago festejar a fartura

Eu fico a mercê dos passos que passam
Das vozes que não me notam
Eu olho para cima tentando ver algum anjo
Mas vejo apenas arranha-céus
Testificando ainda mais a minha insignificância
A minha pequenez.

-
Radyr Gonçalves
Copyright 2010
Todos os direitos reservados

Comentários