Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

Nostalgia dominical





Tem uma leva de melancolia nos meus olhos
Tem uma saudade estampada nos umbrais da minha alma
Que faz jorrar este choro dominical

Eu era menino quando fiz um aviãozinho de papel
Que cruzava meu céu particular
Eu tinha toda a inocência do mundo
Quando meus barquinhos de crepom cruzavam meus mares de lama

Tem um cenário de deserto no meu quarto
Tem uma corrente triste que vez por outra o vento trás

São inquietantes certas lembranças do passado

Eu era criança quando as flores bailavam nas primaveras
Eu era santo quando rezava acreditando em milagres

Tem uma levada de nostalgia nestas minhas recordações
Eu escrevo tudo isto com os olhos inundados
É que vejo que a ampulheta do tempo consome as folhas
Das histórias que eu criava no passado...

Eu ainda consigo ver meu aviãozinho cortar os céus das tardes de outro tempo.

Radyr Gonçalves

Comentários