Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

A BUSCA


Um encantador de enigmas
Bordando primaveras
E guiando barcas acostumadas a voltar

Sou eu

Que brinco no carrossel da vida
E sigo a galope rumo às fronteiras de guerra

Estou em busca de um hálito inigualável
De uma boca que eu beije e me deixe marcas
Estou em busca de cicatrizes que valham a ferida

Eu sei amansar as nuvens
Sei domar tempestades
Por isso estas minhas venturas no caminho

Viajante sem alparcas, sem bornal
Vacilante das alcovas
Adúltero das noites

Estou em busca do silêncio de um seio que me aquiete
De uma mulher que me prenda na armadilha das suas pernas
E me faça presa fácil do seu chamado
Que me faça escravo
Assim serei rei.


-
Radyr Gonçalves

Comentários