Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

MENTIRAS BRANCAS








(Para José Maria de Freitas)




Toda segunda feira eu minto
Sobre tudo
Já não cabem nos meus papiros
Tantas anotações de pecado

Toda terça feira eu peso a alma
Quantas nódoas, quantas maculas

Eu vou pro inferno nesse caminho

Catapultas de guerra anunciam guerra
Aqui dentro

Mas minhas mentiras são mentiras brancas
Dessas que a gente cria
Para rechear os assuntos
Para reparar as brechas de um dilema roxo

Mas não justifica
Um homem não pode mentir nas segundas feiras

(Um homem tem a semana toda pra mentir).



Radyr Gonçalves

Copyright 2009

Todos os direitos reservados

Comentários