Ainda sobre o amor ♦ Radyr Gonçalves

MEIO MÍSTICO EM UMA TARDE QUENTE DE SETEMBRO


É necessário a fogueira e a bruxa
Assim como a ametista e os morcegos

Não creio no feitiço das fadas
Mas creio no pó das palavras
Que dilaceram meus rins

É necessário a varinha e o verso isolado
Assim como pedaços do alcorão e o manto virgem

Não creio nas velas das pregações
Mas creio nas lamparinas da vontade
Que animam o fôlego humano.

-

Radyr Gonçalves




Comentários

eliane disse…
Gostei da brincadeira das palavras com o místico . Genial !